Jairo Marques

Assim como você

 

O mundo das possibilidades

As internets tem virado dinheiro para muita gente. Eu ainda não ganhei nenhum cruzeiro pegando fogo com o mundo virtual Beijo, mas foi aqui que meu humilde projeto de dominar o mundo ganhou sustância, né, não?

As tecnologia tudo podem ajudar demais da conta o povo “matrixiano” tanto no aspecto financeiro como no de relacionamento, de informação.  Os computadores estão cada vez mais baratos, os programas mais fácies de operar e o acesso à rede tem se ampliado.

Para navegar no universo virtual, não há mares revoltos ou calçadas destruídas que nos impeçam de ir em frente. Também não tem cara torta ao diferente (a não ser se você colocar uma foto bem feia no facebook Rindo a toa)...

E foi nas redes sociais que me encontrei com o talento incrível e engraçado do Flavinho Caldeira, que é tetrão e faz barbaridades com ferramentas eletrônicas. Eu rolo de rir com as brincadeiras que ele promove e joga nas páginas para o povo se divertir.

Bora ver algumas?!

 

A gente num dorme no ponto!

 

Pra conquistar o mundo, temos de conquistar a Broadway

 

Aqui num tem essa de homofobia, é tudo amor! Sem preconceitos! Juntos e misturados

Êh, lá em casa...

Todo mundo unido nessa causa

Legal pra caramba, né?! Bom final de semana e beijo nas crianças!

* Fotomontagens de Flavio Caldeira

Escrito por Jairo Marques às 00h13

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Incluindo os outros

Essa é pra você que tá sempre de ‘bizóio’ aqui no blog, mas num é matrixiano, tem a funilaria toda bacana, lavada, escovada e bem passada... Alguma vez em sua vida, já tomou uma atitude inclusive?

Não, nem vem que num é algo mais difícil que cortar a unha do brucutu Muito triste... Incluir alguém pode ser fazer um convite para um café, chamar pra jogar baralho na casa da sua tia, dar um sorriso verdadeiro de “tamujunto”, dar uma chance.

Quando a gente inclui a gente se sente mais vivo, mais digno de habitar um lugarzão bão demais da conta como é esse planeta... Isso é 'di certeza'.

Nesta semana em que a gente tá falando de veículos por causa do concurso das handbike tudo (CIica no bozo que eu explico Brincalhão), a minha formidável amiga Sílvia Dutra traz um vídeo que vai levar ‘ceistudo’ looonge...

Curtam a música, as palavras (depois de fechar o infernal anúncio que surge na tela Insatisfeito), as imagens, a mensagem...

Tenho certeza absoluta que o dia de muita gente vai ser melhor depois de dedicar um pouco mais de um minuto de reflexão.... Inclua, meu povo... inclua!

 

 

Escrito por Jairo Marques às 03h17

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

É hora de “bicicletar”

“Zente”, quando eu era (mais) molequinho, adorava pra mais de metro ficar “pedalando” as bicicletas dos meus irmãos com as mãos. Pedia para um deles que colocassem um apoio para que as rodas ficassem erguidas e eu pudesse girar, girar, girar...

Sim,  meu povo, tá certo quem pensou que hora sim, hora também Com vergonha o trem escangalhava era tudo e caia por cima da minha cabecinha de ‘minino bão’!

Durante minha vida de “matrixiano”, foram diversos os meus encontros com a tar da magrela... Uma vez, despenquei da garupa da bicicleta de uma vizinha e prendi meu pezinho direito nos raios... foi uma dor que nem “nossa senhora da bicicletinha” conseguia amainar... aborrecido

Já adolescente, eu ganhei uma cadeira que a “intenção” do cabra que criou era que eu a manuseasse por meio de uma espécie de pedal, mas que rodava a partir das mãos, ‘evidentementchi’.

Óbvio que o projeto não deu muito certo e a ‘cadeirabike’ ficou jogada num canto, sem utilidade. Mas sempre quis experimentar a sensação de pedalar... mesmo que fosse “manalar” Rindo a toa...

E qual não foi minha surpresa, há alguns poucos anos atrás, descobrir e ver que, finalmente, criaram uma “bicicleta” que dá uma desenvoltura ‘bacanuda’ de verdade pros ‘malacabados’?! Aêêêêê

Agora, existe a handbike ou handcycle.... ai fica a gosto do freguês... Bobo. Acho que boa parte de ‘ceitudo’ se lembram da personagem Luciana, das novela da “Grobro”, passeando toda serelepe com a dela, na orla de Copacabana, né, não?!

“Ah, tio, mas essa menina custa caaaaro que só com ajuda de Santo Antônio dos Banqueiros pra pagar”.

Isso é verdade. A tecnologia e os materiais que envolvem a feitura da handbike, mais o valor da importação, mais os impostos, levam o preço pras alturas...

Maaaas... esse blog de ‘nóistudo’. Esse blog que tem o humilde projeto de dominar o mundo pra ele ficar mais habitável para tooodos, tem uma surpresa... Aêêê!

Uma empresa brasileira que surgiu no interior de São Paulo, a Handvikn, começou a fabricar por  aqui uma bike pro povo das cadeiras de rodas!!!!

E o mais legalpracaramba.com.br.... Fecharam uma parceria com o tio, juntamente com o meu inestimável amigo, parceiro e rico Lucio Yamashita,  o japa Bem humorado , e.....

Vamo dá uma handbike na faaaaixa!!!! De grátis!!!! De presente de Natal!!! Uhrúúúúuú´

A partir de agora, está lançado concurso cultural: “Por que eu mereço uma handvikn de presente de Papai Noel?”

O lance é o seguinte. Prestem atenção! O concurso irá premiar... óia... saquem só.... VINTE E UMA PESSOAS! Ahhhhhh fala sério! Vamo bombar!!!

A melhor frase, ou desenho, ou ilustração ou montagem que responda à pergunta “Por que eu mereço uma handvkn de presente de Papai Noel?”, vai levar a bike pra pegar uma fresca onde bem entender... Muito triste

E tem mais: outras VINTE participações, em ordem de classificação, ganham  um desconto de 33% sobre o valor original da handvikn  e também poderão parcelar o pagamento em três vezes. A negociação será feita diretamente entre os ganhadores e a empresa.

“Zairo”, podem participar matrixianos e infiltrados será?”. Meu povo, não tenho como ‘boicotar’ participação, não é? Então, vale o esquema: caso você ganhe e não tenha necessidade do ‘brinquedo’, que tal doar para alguém que vai aproveitá-lo muuuito?!

O juri que irá escolher os vencedores, que serão divulgadas aqui no blog no dia 17 de dezembro, será composto por: um representante da Handvikn, o Japa, ops, o Lúcio, que patrocinou parte importante desse concurso, o Evandro Bonocchi, e o tio. 

A resposta para a frase deve ser enviada para o email jairo.marques@grupofolha.com.br até às 18h do dia 15 de dezembro, ‘impreterivelmentchi’. Coloque no assunto: “promoção da bike”.

Valem também frases enviadas pela twitter no login do blog: @assimcomovc! Tirem as dúvidas de vocês nos coments, fechô?!

Bora lá, ‘zimininos’, vamos participar com tudo! Quanto mais gente tiver nesse bem bolado Tonto, mais a gente vai conseguir prêmios pra distribuir aqui no blog!!!

Para não esquecer, o resumo da promoção é o seguinte:

- Responda, em forma de frase, desenho, ilustração ou montagem a pergunta: Por que eu mereço uma handvikn de presente de Papai Noel?”;

 

- Valerão as respostas enviadas até às 18h do dia 15/12, para o e-mail jairo.marques@grupofolha.com.br, com o assunto “promoção da bike”, ou para o @assimcomovc, no Twitter;

 

- O concurso é aberto a todos os leitores do blog: matrixianos e infiltrados;

 

- Os vencedores serão divulgados no blog no dia 17/12;

 

- O primeiro colocado ganha uma handbike da Handvikn, com patricínio do Lucio Yamashita, totalmente de grátis.

 

 

- Os vinte melhores classificados na sequência terão um desconto de 33% na compra da bike, com valor parcelado em três vezes.

 

 

*Imagens de Divulgação

Escrito por Jairo Marques às 00h06

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Jairo Marques Jairo Marques, 37, jornalista pela UFMS e pós-graduado em jornalismo social pela PUC-SP. Trabalha na Folha desde 1999. É colunista do caderno "Cotidiano".
Twitter Twitter RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.