Jairo Marques

Assim como você

 

Hoje é poesia

Depois da música, da “novidadchi”, da quebra do recorde de comentários ('inzibiiiido' Beijo), hoje publico a primeira poesia deste blog...

 

O autor, não poderia ser mais querido, Fábio Cassiano...

 

 

“Orgulho de Ser Assim como você”

(Fábio Cassiano)

 

Existe um lugar onde a inclusão acontece,

Onde as deficiências são respeitadas, entendidas,

Onde a valorização é feita como se merece,

Onde acessibilidade e oportunidade são bem-vindas

 

“Assim como você”, um conceito de inclusão,

Um lugar para ensinar a cada leitor que visitar:

Por meio de exemplos, lições e boa informação,

“Matrixianos” e “infiltrados” se uniram para lutar

 

O que era idéia hoje é uma causa especial.

Vencer cada obstáculo criado pela sociedade...

Juntos, pegamos uma “kombi véia” sensacional

Rumo à viagem que fará das diferenças, igualdade

 

A caravana passou por todos os cantos brasileiros,

Convidando um povo cada vez maior para entrar

E ganhando espaço até nos países estrangeiros

Fazemos de tudo para o mundo todo dominar

 

São tantas pessoas com tanto causo para contar,

Que é preciso reunir toda a galera no barzinho:

Pudemos nos conhecer pessoalmente e chorar,

De amor e emoção pela troca de sincero carinho

 

O blog colhe frutos na força das palavras,

Unidas e capazes de transformar causa em atitude:

3 encontros, 2 passeatas do Superação, belas obras

Que nos mostram a esperança de que o mundo mude

 

Por dois anos, cada um, com um pouco de si colaborou

E hoje, a mudança para melhor começa a aparecer,

Graças à iniciativa do blog que a todos inspirou...

Por isso que temos orgulho de ser “Assim como você”.

 

 

Escrito por Jairo Marques às 11h08

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dominamos... a Folha!

Quando botei as minhas rodas, em definitivo, pra morar aqui na terra da fumaça (garoa já num tem faz tempo Embaraçado) com um saco de estopa como mala e indo morar no hotel dos vampiros, no centro da city, não tinha pensamentos mais longínquos que ganhar um salário de repórter, pagar minhas contas e, quem sabe um dia, comprar uma handbike Muito feliz.

 

Claro que o ‘predião’ da Folha e a honra de ter saído de “Trelagoa” para o maior jornal do país me orgulhava, mas daí a planejar voos de além-mar, não era projeto que habitava minha imaginação de ‘minino bão’.

 

 

 

A gente escuta muito que para “sobreviver na selva é preciso matar um leão por dia” e eu, dentro de uma verdadeira floresta, posso garantir que isso é fato. Expor ideias, querer montar projetos audaciosos, tentar ser imaginativo, não é fácil e há muito mais carcarás para te gorar do que fadas sininhos para te proteger.

 

Quando se tem uma deficiência, ainda mais, é preciso gritar muuuito alto porque a confusão que se faz entre a capacidade física e a intelectual está presente a todo minuto, mesmo que disfarçada, mesmo que nos comentários à boca pequena daqueles que você menos imagina... Mas sinto que herdei uma carapaça forte que trinca, mas num racha... se remenda no dia seguinte de labuta, de novas tentativas por “ser alguém”.  

 

 

Nesta semana, que este espaço virtual completa dois anos de existência. Como “pai” da criança, me sinto muito feliz por olhar para trás e ver tantas molecagens já feitas, tantas cirandas de roda com leitores eu já bailei, tantos sapos já tive de domesticar e fazer cantar...

 

O blog se tornou um fenômeno de comunicação, gostem os xaropes, os politicamente corretos (e chatos) ou não. E isso nada tem a ver com autopromoção. É conquista.

 

A caravana de gente que subiu na minha “kombi”, se ajeitou e acreditou num projeto humildade de dominar o planeta Convencido, colocou beleza em cambitos finos, fez cachorro puxado por gente virar estrela, tratou com dignidade os tortinhos, os que babam um pouquinho pelo canto da boca, abraçou a todos os chamados diferentes.

 

E pra mim, a emoção dessa galera que, até hoje, me enche de mimo, de email e de pedidos Rindo a toa, fez a lógica da minha existência, por esses tempos, mudar por completo.

 

Sou um fanático pelo “Assim como Você”, admito. Fico aflito quando passo muitas horas (ou dias) sem poder ler os comentários que trazem mais e mais informação e intensidade a cada post (e, às vezes, cacetadas, por que não?!).

 

Adoro quando alguém retratado aqui, num espaço que virou referência, fica feliz com o reconhecimento de sevirar.com.br pra ter uma vida digna e mostra caminhos do possível. Me entusiasmo com a identificação, com a possibilidade de poder levar lááá pra longe ideias, sentidos, pensamentos.

 

Bem, meu povo, ‘zimininos’, queridos e inigualáveis leitores, passo, a partir da próxima semana, a ser colunista sobre acessibilidade do maior jornal do país, a Folha de S.Paulo. Me junto à ‘zelite’ dos formadores de opinião com espaço reservado e garantido.

 

Serei um dos poucos “contadores de lero-lero” Muito triste do mundo com espaço num grande jornal para falar de gente sem perna, sem braço, que toca cadeira de rodas, que tem o escutador de novela baqueado, que tem cão-guia, que é “véio”, que é de um mundo paralelo...

 

Acima da minha realização pessoal, podem apostar alto, que recebo essa incumbência como mais uma chance para representá-los. E quantos de vocês me falaram, mais de uma vez: “Tio, e quando é que a Folha vai falar mais sobre os matrixianos?”

 

 

 

 

 

Vou ‘garrar’ na força de ‘ceistudo’ pra tentar fazer o melhor possível. Será um novo público (potencialmente 1 milhão de pessoas por dia), será uma nova formação de mentalidade, será de novo um pé de jaca fazer o povo entender que “malacabado” não é um termo desrespeitoso, é libertário... é revolucionário, é real.

 

A notícia tá sendo dada em primeira mão aqui no blog, porque, repito, foi o blog que fez acontecer mais essa grande vitória pra ‘nóistudo’.

 

A coluna deve estreiar na próxima terça-feira (25/05), no caderno Cotidiano. E entra no bojo (palavra nova essa, né? Rindo a toa) de um novo projeto gráfico, novos cadernos e novas seções do jornal. Em princípio, vou escrever quinzenalmente... vamos ver com evolui, né, não?!

 

Quem me conhece bem, e muita gente que passa aqui todo dia (três ou quatro pessoas, 'di certeza'), tem essa capacidade, sabe que tô mais sensível, arrupiado e com nó na guela do que noiva na manicure no dia do casamento.. Como diz meu chapa Wadê: "Tô pirando".

 

Conto, mais do que nunca, com o apoio de vocês... 

* Imagens do Google Imagens

Escrito por Jairo Marques às 00h00

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dia de festa e eu atrasado!

Hoje (18/05) é aniversário do blog e eu tô atrasado com o bolo, com as língua de sogra, com as velinhas.... ai, gzuis... me abana! surpreso

 

Mais tarde (bem mais tarde!) eu volto pra contar uma grande novidadchi... Por enquanto, vão procurando uma cadeira pra descansar dessas muletas, encostem esses cachorros num canto, estacionem suas cadeiras de rodas de modos a não passar sobre o pé de ninguém. E os infitrados, por favor não sejam espaçosos... Muito triste

Ah, sim, deixem aquele abraço pro tio.... mas eu volto, juro!

Escrito por Jairo Marques às 08h35

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Entra na kombi

Nesta semana, este blog completa seu segundo ano de existência. Vai ser puro “Galvão Bueno”: haaaajaaaa coração! Apaixonado

Pra começar, um primeiro presente, vindo do meu grande amigo e comandante mor do batalhão pelo domínio do mundo por parte dos “malacabados”, Billy Saga, o coordenador do Movimento Superação.

A surpresa que ele me fez, ‘di certeza’, vai pegar a todos vocês também, sobretudo quem havia sugerido: “Jairão, esse blog precisa de uma música”! Entorpecido

Sim, agora temos uma música, “Kombivéia”, que vai estar no CD do Billy, em breve na praça. Pra mim, é uma honra, uma emoção, um delírio (ui Beijo) poder, agora, ter um divertido, sonoro e delicioso refrão pra cantar com ‘ceistudo’...

Desta vez, a produção foi da minha deusa maior, Thaís Naldoni, que matou o domingão ajeitando as letras dentro deste veículo que segue firme rumo ao objetivo de um planeta mais justo a todos....

“Zente”, bora prestigiar este rap que entra, ‘difinitivamente’, para a história do blog?! Me falem qual a parte mais acharam “maraviwonderfull” e cantem “entra na kombi do Jairão e se ajeita...” Rindo a toa

 

Quem precisa do link direto, tá ai: http://www.youtube.com/watch?v=5SGRYIHow7c&feature=player_embedded

Escrito por Jairo Marques às 00h00

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Jairo Marques Jairo Marques, 37, jornalista pela UFMS e pós-graduado em jornalismo social pela PUC-SP. Trabalha na Folha desde 1999. É colunista do caderno "Cotidiano".
Twitter Twitter RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.